Eu vejo como todos - inclusive eu - querem um amor. Querem alguém que os ouça, que fale tudo o que precisam ouvir. Que seja seu amigo, e que ame também os seus amigos. Que saia contigo pro cinema, para festas ou reuniões de família chatas. E, por falar em família, esse alguém também tem que amar seus familiares. Que chame sua mãe para almoçar, ou apenas tenha assunto no almoço no domingo. E querer isso não é errado; temos que querer alguém que venha pra somar em tudo; que faça sua aura brilhar de tanta paixão e orgulho ao vê-la, por ter alguém assim do seu lado. No entanto, muitos se perdem em amores mendigados, na esperança de que um dia este torne-se o amor ideal. Mas deixa eu falar: isso não acontece. Sabe por quê? 

Porque o amor tem que ser bom. Tem que aumentar a auto-estima, ao invés de tirá-la de você; te deixar mais feliz do que triste. E isso não significa que você não vai se estressar, perder a paciência, gritar com a pessoa que amas. Significa que, depois de gritar, você vai reavaliar a situação e voltar pra conversar; que, quando você perder sua paciência, vai sair respirando fundo, procurando-a; que, quando se estressar, não vai criar espaço pra que aquilo vire mágoa e, consequentemente, munição para outras brigas; que, embora seja difícil - porque somos humanos -, será fácil, porque há amor. 

Talvez você ame assim apenas uma vez, ou dez. Talvez você nunca se permita amar desse jeito, porque está mendigando amor.




8 Comentários

  1. Que texto mais fofo!
    Super concordo que não devemos medingar amor e que temos sim que buscar por alguém que nos complete em todos os aspectos, que tenha paciência para nossas crises e nos respeite acima de tudo.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Fiquei absorta em suas palavras! Amei o texto e a forma como ele mostra algumas facetas sobre o amor. Claro que todos nós sonhamos em ter um companheiro para todas as horas e que isso muitas vezes é o que nos falta para sentimo-nos completos. Mas concordo que muitos não terão essa oportunidade por não se arriscarem ou mendigarem o amor.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! E me sinto triste em pensar que nem todos conseguiram amar assim por falta de coragem de se arriscar ou continuam mendigando amor achando que um dia irá melhorar! Enfim, muito obrigada por seu comentário! Mil beijos! 😘

      Excluir
  3. Olha, era tudo que eu tava precisando ler hoje sabe?! Acabei de terminar um pseudo-relacionamento que durou - PASMEN! - 10 ANOS. D-E-Z ANOS. Isso mesmo, dez anos! E foi como respirar de novo depois de quase me afogar. Ainda está doendo? Pra caramba. Mas eu sei que foi o melhor pra mim.
    Adorei teu texto.
    bjs
    Jordana s carneiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão por essa mensagem e orgulho da pessoa que tu és! Nunca passei por um relacionamento assim, mas imagino o quão difícil é até porque já me apaixonei tão intensamente que tinha medo de nunca passar, mas passou. E olha, eu tô melhor. Acredite: você vai ficar sensacional fora de uma relação dessa! Mil beijos! 😘

      Excluir
  4. Amei seu texto, disse exatamente tudo que penso... Parabéns!!!! E antes de qql coisa, nos amar de forma incrível e plena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico feliz por tu pensar igual... E claro que o amor próprio vem em primeiro lugar por isso não devemos mendigar amor. Amor mesmo é dado livremente e o amor próprio é tão gostoso,o que sempre vai nos acompanhar e que não acaba - apenas se renova. Mil beijos, Mara! 😘

      Excluir